#Project333 – O que eu aprendi e o que acontece daqui pra frente

Pra quem acompanha meu blog (se você ainda não conhece, entra lá! Só clicar aqui), viu que semana passada terminei meu #Project333 (quer saber mais? Entrá aqui no meu post, onde explico tudinho! 🙂 )

Nos últimos 3 meses lidei com ondas de calor, vontade de comprar algo só por comprar (somos seres humanos…), vontade de parar no meio e desistir, e no final tive uma “epifania” e doei e vendi um monte de coisa.

Aprendi que tenho bastante coisa e que, antes de começar meu projeto, não estava usando toda minha criatividade – quem nunca abriu o armário e pensou “Não tenho o que vestir!” Posso dizer com toda certeza que, depois desses 3 meses, não tem como falar isso! Sabe quando você vai num restaurante e tem tanta opção que não sabe o que pedir? O mesmo acontece quando você tem muita roupa. Por isso fiz uma primeira limpeza mesmo sem ter voltado a usar as roupas, e agora, que o projeto acabou, é o teste final, preciso ver o que realmente estou usando, usar de jeitos diferentes, pra valer a pena ter no armário.

Não posso ter certeza absoluta do que virá no futuro, mas, como próximos passos, quero deixar registrado aqui 2 coisas que tenho a intenção de fazer:

  1. Usar tudo que tenho no meu armário, de verdade, vou literalmente virar o cabide de tudo que eu usar pra ver se eu realmente estou usando tudo, e se eu não estiver, vou doar/vender/trocar, enfim, roupa parada no armário não dá! E não só roupa, isso vale pra sapato, bolsa, bijuteria…
  2. Comprar uma peça se eu conseguir montar no mínimo 3 looks com ela – o ideal é 5, mas a partir de 3 já está valendo a pena. A verdade é que não sinto vontade nenhuma de comprar em lojas de fast fashion, estou para descobrir alguns brechós que conheci no Instagram nesses meus 3 meses, então precisa ser uma mistura da versatilidade da roupa com bom preço.

E não vou deixar de postar looks do dia só porque meu projeto acabou, alias, dadas essas 2 metas acima que pretendo cumprir, vou postar looks sim!

Além disso, tem novidade vindo por ai, ainda não posso contar mas são muito boas!! Fiquem ligados! 🙂

Então é isso! Quem ai está disposto a fazer o desafio? Me conta nos comentários, quero saber!

 

Ahimsa: versatilidade para todos os gostos!

Gente, tenho novidades pra vocês!

Ontem recebi no correio um pacote da Ahimsa. Pra quem não conhece a marca, é uma empresa vegana que fabrica calçados, cintos e mochilas, fica em Franca e é a primeira fábrica 100% vegana do Brasil, onde tudo é feito manualmente e com muito carinho, com preocupação em todo o processo produtivo e de descarte de materiais.

20170913_210144

Mas, perai, e seu projeto Ligia? Você fez compras?

Não, caro leitor, cara leitora, é ai que vem a novidade: estou fazendo uma parceria com a Ahimsa para mostrar pra vocês toda a versatilidade que um cinto pode ter! E vocês, que já viram meus looks no instagram (senão, olhem aqui!), sabem que eu adoro um cinto. Uso com calça, com saia, com vestido, por cima de blusa, enfim, praticamente todos meus looks incluem um cinto, pois é uma peça que dá aquele acabamento final e ajuda a estruturar peças mais largas, dá pra usar pra contrastar, pra dar aquele acabamento final, enfim, as possibilidades são infinitas!

Mas, Ligia, isso significa que você está com mais do que 33 peças, não?

Não, pois tive várias perdas ao longo desses mais de 2 meses (rs) – não é fácil usar 33 peças intensamente, minha gente!

Meu sapato da Melissa descolou e nem super bonder cola.

20170912_073819

Minha blusa preta rasgou em um lugar que não é a costura

20170912_073953.jpg

Minha blusa vermelha linda comprada num brechó em Roma também rasgou

20170912_073911

Meu cinto azul tá todo descascado e pedindo arrego!

20170912_073802

Então, dado isso, 33 – 4 = 29

29 + 1 (vestido lindo que ganhei da Stheffany da I need – quem não viu é esse daqui) = 30

30 + 2 cintos e 1 sapato (sim, ganhei um sapato deles também!) = 33

Ufa, tudo certo pro próximo e último mês do #project333

Então vamos a eles, os produtos?

Recebi 2 cintos: um preto e um marrom, e eles são lindos!

 

20170914_090812

Como vocês podem ver, os cintos trançados e de algodão, ou seja, não tem furos. O que isso significa? Significa que não importa o seu tamanho, não importa o que você queira fazer com o cinto, sempre vai dar, pois a fivela se encaixa em qualquer um dos buracos! Sem preocupações de ter que fazer buraco a mais ou a menos, de fazer com a faca e sair torto (eu já fiz isso), etc.

O sapato também é incrível e super confortável!

20170913_234440

 

Então, sem mais delongas, vamos para o primeiro look? (que também pode ser visto no insta, aqui).

Quis usar a saia pra dar um contraste com o cinto marrom, achei que o azul deu super certo!

20170914_103319

20170914_103653

20170914_103421

Obrigada Ahimsa por me escolher para fazer essa ação com vocês! Acredito muito na marca e nos valores que ela tem, e nada me deixa mais feliz do que divulgar coisas boas e livres de crueldade aqui no blog!

Fiquem ligados nos próximos dias para mais looks no insta!

 

 

 

Project 333 – Quase um mês e algumas reflexões

No começo da semana, um amigo me perguntou “Mas Ligia, porquê você está fazendo esse desafio?”

Parei pra pensar. Realmente, por quê? Pensei, pensei, pensei, e abaixo coloco para vocês algumas das minhas reflexões.

“Você vai ficar 3 meses sem comprar roupa, e depois?”

Sim, vou ficar 3 meses sem comprar roupa e só estou usando 33 peças do meu armário, incluindo sapatos, bolsas, acessórios etc. Vou só usar 33 peças pro resto da minha vida? Não. Não vou ser hipócrita, adoro roupas, adoro variar meus looks, mas não faz nem um mês que comecei esse desafio e já me dei mais do que conta de que tenho MUITO mais do que realmente preciso. Mas muito mesmo. Dado isso, quando eu terminar o desafio, vou fazer um bazar/doar muitas roupas.

“E você vai continuar comprando roupa?”

Sim. Não vou falar que não vou porque gosto de comprar roupas. Agora, faz meses que não compro em fast fashion, e pretendo nunca mais comprar. O desafio maior não são roupas, porque adoro brechó, mas sim sapatos e bolsas, porque vários de brechó são de couro (antigamente não tinha opções sintéticas). Mas estou sempre buscando opções, e sempre que encontrar uma nova, vou postar aqui pra vocês!

Além disso, mesmo comprando em brechós vou tentar ser ainda mais consciente e comprar peças que realmente rendam MUITOS looks, pois também não adianta comprar uma peça que você só consegue usar de 1 jeito, não é mesmo? Alias, isso é algo que quero fazer também, pegar peças que as pessoas acham que só conseguem usar de um jeito e tentar usar de vários.

É isso. Pouco mais de 2 meses pela frente e várias reflexões por vir! E vocês, topariam esse desafio? O que acharam das minhas reflexões?

20170802_184317

 

20170802_184249

 

 

 

 

 

 

Project 333 – Repensando o consumismo e exercitando a criatividade!

Voltei com tudo! Depois de mais de um mês do meu último post, estou aqui para dividir com vocês uma novidade: na segunda-feira, dia 10 de julho, começo o desafio “Project 333”! Mas o que é esse desafio? Bom, tudo começou quando assisti o documentário Minimalism, no Netflix. Como diz o título, o doc fala sobre pessoas que vivem com poucas coisas materiais, e no filme eles falam sobre esse desafio que foi criado por uma mulher nos Estados unidos, de ficar 3 meses usando só 33 peças de roupa, incluindo sapatos, acessórios e bolsas – Project 333.

Pois bem, quem me conheçe sabe que adoro roupas, mas nos últimos meses também andei repensando meus hábitos consumistas e passei a comprar roupas praticamente só em brechós (vale reler meu último post, sobre os meus preferidos em SP!)

Então, decidi encarar o desafio, e em parceria com a Erika, do Bonnie e Clyde, vou passar os próximos 3 meses usando 33 peças de roupa! Isso mesmo, Brasil! Vai ser um desafio e tanto, mas vai ser algo muito bom para exercitar a minha criatividade, além de mostrar pra vocês que é possível criar looks incríveis e diferentes com poucas peças – quem vem comigo? Segunda que vem então tem look no meu Instagram, me segue lá pra acompanhar tudinho!

E agora, vamos ver quais peças escolhi? Vejam abaixo:

Camisa de bolinhas Uniqlo (NY)

20170703_120937

 

Camisa preta Renner

20170703_120920

Camisa listrada I Need Brechó

20170703_120904

Calça jeans Renner

20170703_114936

Calça Bonnie e Clyde o Brechó

20170703_114910

Calça preta herdada da minha mãe

20170703_114835

 

Acessórios: Lenço vermelho Bonnie e Clyde o Brechó, colar e brincos Ateliê Nó 

E cintos tão antigos que nem sei onde comprei

20170703_114752

 

Blusa preta I Need Brechó

20170703_114700

Blusinha listrada Talita Kume 

20170703_114638

 

Blusa Luigi Bertolli

20170703_114611

Casaco herança da mãe

20170703_114551

Casaquinho cropped – não lembro onde comprei

20170703_114509

Blusa Bonnie e Clyde o Brechó

20170703_113914

Vestido Loja Camis

20170703_113925

Saia azul Bonnie e Clyde o Brechó

20170703_114112

Saia xadrez herança da mãe

20170703_114133

Blazer vermelho Renner

20170703_114145

Vestido comprado no brechó em Palermo

20170703_114210

Blusa Bonnie e Clyde o Brechó

20170703_114244

 

Blusa que comprei num brechó em Roma

20170703_114313

Vestido B.luxo

20170703_114350

 

Saia Bonnie e Clyde o Brechó

20170703_114417

Casaco que comprei num brechó em Roma

20170703_114434

 

 

Bota Ahimsa

20170703_115626

Sapatinho Melissa

20170703_115636

Oxford Bicolor Zattini

20170703_115650

 

Bota preta Asos

20170703_115656

Bolsa No Mundo de Mali

20170703_120843

 

Bom, é isso pessoal! Estou animada, e mais do que preparada! Não deixem de acompanhar os próximos 3 meses desse desafio! #Project333 aqui vou eu! 🙂

 

 

 

 

Meus 3 brechós preferidos da Paulista

Hoje vamos falar de moda. Mais precisamente, moda consciente. De acordo com o site da Noo, 10 mil peças de roupa são jogadas fora a cada 5 min. 10 MIL. Não consigo nem imaginar esse número. Por isso, sempre gostei da ideia do brechó, que dá uma segunda (ou terceira, quarta…) chance para peças que já existem.

Essas peças não usam recursos novos para serem fabricadas, pois, claro, já existem, elas tem preços muito mais acessíveis, e tem também a questão da exclusividade, de você ter uma peça que dificilmente outra pessoa tem – em tempos de fast fashion, onde todo mundo se veste igual, nada como ter uma peça diferente para se destacar da multidão, não?

Agora vou falar dos meus 3 brechós preferidos na região da Paulista: Bonnie e Clyde, I Need e B.luxo.

Bonnie e Clyde

Minha mais recente descoberta, fica na Paulista mesmo, do lado do Conjunto Nacional, naquele mercado de eletrônicos chamado “Market Paulista”. Entre no subsolo, do lado esquerdo, e no box 61 você vai achar peças incríveis com uma excelente curadoria da Érica. Eu fui 2 vezes e já virei fã! Vale MUITO a pena conferir

18646318_1338520866267447_810905360381509632_n(1)

Saia e blusa

18513830_1933389830229321_8854014358456369152_n

Calça e lenço

18580449_1897252247229695_466580087119020032_n

Blusa

 

I Need Brechó

Esse fica na Augusta, sentido Jardins, na Galeria América (Rua Augusta n2203 loja 22). A Stheffany tem ótimas peças com preço justo, esse já conheço faz mais tempo, e sempre chega coisa nova – é uma mistura de peças mais atuais com peças mais antigas e até algumas que ela mesma faz.

18646214_1469424816411958_256465266181931008_n

Saia e blusa

 

18252258_1207519046037882_4879559254618406912_n(1)

Saia

 

 

17934365_1266207836827278_1222895846232686592_n(1)

Blusa

17332518_179839002523523_887372558687535104_n(1)

Camisa

18160829_654029698116371_7153626553883033600_n

Colete

 

B.Luxo

Esse já é mais conhecido, tem até loja em Londres. Tem peças de grifes famosas, mas o segredo é ir lá no fundo da loja, na arara de promoções, que tem peças com até 70% de desconto. Vale muito a pena!

18380637_128998530982071_7297432598802857984_n

Vestido

 

18299525_277703712691414_8647533255945355264_n

Vestido

18252565_452185348458254_6897617559256825856_n

Vestido

 

Se você tiverem outras dicas de brechós na região (ou em outro lugar) me falem! E não deixem de seguir meu Instagram, sempre posto meus looks e marco as lojas onde comprei 🙂

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

All Legg – moda com preço justo

Hoje vou falar de uma marca que gosto muito, a All Legg. Conheci através de uma amiga minha e hoje sou super fã! A empresa começou com leggings mas hoje faz vestidos, saias, kaftãns…

No mundo de hoje, cheio de redes de loja fast-fashion, gosto muito de poder comprar vestidos com estampas exclusivas e produção limitada. E as meninas do All Legg não decepcionam, veja abaixo alguns dos modelos inéditos que comprei  🙂

 

 

 

Elas lançaram uma coleção nova há pouco tempo e eu já estou de olho em alguns outros modelos! E o preço? A maioria dos vestidos está entre R$69,90 a 89,90, e eu acho um preço super justo pela qualidade e exclusividade das estampas.

Vale a pena entrar no site e curtir a página no Facebook. E se você comprar algum, me manda foto que quero ver! 🙂