Galpão da Pizza: muitas opções veganas em Perdizes

No sábado (9) fui com meus pais e meu irmão conhecer uma pizzaria em Perdizes chamada Galpão da Pizza. Ninguém da minha família é vegetariano nem vegano, mas como lá tem opção para todos os gostos, consegui convencer todos a irem comigo. Eles adoraram e eu também! O ambiente não é grande mas é aconchegante, chegamos umas 8:30 da noite e não estava lotado.

Editado: falei com eles e eles me disseram que estão reformando e em outubro o espaço vai aumentar! 🙂

20170909_223250

Eles têm 2 tipos de massa de pizza: a tradicional, que é fermentada por 4 horas, e a Napolitana, de fermentação natural, 48 horas. A Napolitana (que também tem a versão vegana) é individual. Como cada um queria experiementar um sabor, optamos por essa opção.

Eu pedi a frangano, que é com “frango” de soja e queijo tipo catupiry, uma delícia!

20170909_205920

Além da pizza deliciosa, eles têm sobremesas veganas incríveis, minha família adorou! Pedimos a torta de blueberry e limão e o brownie com sorvete – o sorvete é da Stuzzi, pedi de pistache, meu preferido!

20170909_214739

20170909_214747

Em suma, vale MUITO a pena conhecer!

Galpão da Pizza

Doutor Augusto de Miranda – 1.156 – São Paulo

De domingo a quinta das 19h à 00h e de sexta e sábado das 19h à 1h

(11) 3871-5556 (11) 3672-4767

Alimentação vegana – cor, sabor e variedade!

Sumi mesmo! 😦

Mas voltei, com um post sobre alimentação. As pessoas sempre me perguntam: “Nossa, mas se você não come carne nem derivados, come o que?” Como muita coisa! De dia de semana como mais saudável, sem frituras, pouco glúten, mas de fim de semana me permito comer um hamburger e tomar uma cerveja.

Abaixo, alguns exemplos de coisas que como no café, almoço e jantar. Quando não falo o nome do restaurante é porque fiz em casa. Espero que gostem!!

 

 

  1. Salada de rúcula, cenoura e pepino com kafta vegana (Gerônimo Foods) e meu patê de tofu com cebolinha (receita aqui)
  2. Rúcula, abóbora, abobrinha, tomate e grão de bico – assados no forno elétrico com um pouco de óleo de coco, sal e páprika

 

 

 

3. Repolho roxo, tofu, abobora, kafta de novo (é muito boa!) temperada com azeite, sal e manjericão da minha horta 🙂

4. Macarrão de pupunha com tofu grelhado e grão de bico, temperado com azeite, sal e pimenta

 

5. café – tapioca com pasta de amendoim com açucar de coco e abacate com sal e pimenta, delicioso!

6. Almoço no Loving Hut

 

 

7. Salada de lentilha do Le Pain Quotidien

8. Hambúrguer do América

 

 

9. Macarrão de milho com pimentão, abóbora e tomatinhos, temperado com azeite e manjerição da minha horta

10. Macarrão de abobrinha com shimeji e cebolinha

 

11. Almoço no Vegacy

12. Pizza do Veni Vidi Vici

 

 

13 e 14 – Hambúrguer e onion rings do Veggies na Praça

 

 

15 – Coxinha de abóbora com shimeji do Las Magrelas

16 – Falafel do Vila das Rosas

 

 

17 – Falafel no pão do Falafel Haus

18 – Feijoada vegana feita pela minha mãe – feijão azuki, linguiça de soja, tofu defumado, arroz integral, farofa, laranja, couve, vinagrete

 

 

19 – Big Falafel do Seu Chalita

20 – Hamburger de Falafel do Prime Dog

 

 

21 – Tacos do bar Exquisito

22 – Pizza do Barão Natural

 

23 – Salada de alface, tomate, hommus, abacate e cebola

24 – Almoço no Cachoeira Tropical Vegetariano

 

Ufa!

Então, já deu pra ter uma ideia do que eu como ne? E como muito!! Quem disse que não tem opção? 😉

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O exfoliante mais barato do mundo

Dia desses, colocando borra de café na minha hortinha, pensei “Se faz bem pra cebolinha, deve fazer bem pra gente também, não?”

Comecei a pesquisar e eis que encontro um exfoliante feito de borra de café e açúcar (na receita fala pra usar algum óleo também, mas como minha pele já é oleosa e eu hidrato depois, fiz só com café e açúcar.

IMG_20160907_223027043.jpg

 

Sim, não é nada bonito, mas olha, me surpreendi com os resultados! Usei açúcar demerara pois é o que eu tinha em casa (não compro mais açúcar branco porque é muito processado…), mas funciona com qualquer um.

Quando penso que os exfoliantes de farmácia comuns são cheios de plástico (ver vídeo aqui), que tal experimentar fazer seu próprio exfoliante, que além de ser melhor para você e para o meio-ambiente, é praticamente de graça! (afinal, você já tomou o café, e quanto custa um pacote de açúcar comparado com produtos de beleza?) 🙂

Feijoada vegana pra esquentar a alma

Caros leitores, não abandonei esse blog não!

Mas confesso que sai de férias e fiquei sem inspiração, mas voltei determinada a não deixar esse blog cair no esquecimento cibernético.

Por isso, estou aqui para falar sobre a feijoada que comi no sábado, feita pela minha mãe! 🙂

 

IMG_20160611_161445

Me fala se esse prato não está lindo, minha gente??!!

As pessoas sempre acham que feijoada vegana fica “sem graça” porque não tem carne, mas o segredo – que, alias, é o segredo de toda boa comida – é o tempero.

Minha mãe fez uma “colagem” de várias receitas que achou na internet, portanto não tenho nenhuma receita certinha para contar aqui, mas basicamente é:

-feijão – minha mãe fez 2 versões, uma com feijão azuki (aquele menorzinho e menos vermelho, tem mais ferro que o preto e também dá menos gases, para quem tem problema com grão) – de qq forma, tem que deixar de molho

-legumes: minha mãe usou abóbora, cará, quiabo, use os legumes que gostar mais

-se você quiser incrementar mais ainda, pode usar linguiça vegana e tofu defumado (vende em lojas tipo Mundo Verde, Empório Mais Verde, Veggie Life, Armazém Cerealista etc)

-De temperos, ela usou cebolinha, cheiro verde, cebola, alho, pimenta (opcional, também não gosto muito, mas um pouco é aceitável)

 

 

É isso! O importante é deixar o feijão cozinhar bem, e para a linguiça e o tofu é só dar uma douradinha com cebola e alho, se você não quiser misturar no feijão não tem problema!

Agora mais alguma fotos, porque realmente meu prato ficou lindo! 🙂 Fora o feijão tinha arroz integral, couve refogada, farofa, vinagrete e laranja.

Hmm, delícia!! Nada melhor para um sábado de frio!

E você? Quando vai fazer a sua? Quero ver as fotos!

 

Rabanada vegana

No dia 25 de dezembro testei a receita de rabanada do Presunto Vegetariano.

Ficou tão bom e o pessoal comeu tão rápido que nem deu pra tirar foto! Vale a pena fazer em casa porque realmente ficou uma delícia!

rabanada_vegana

A única coisa que mudei foi usar Whisky no lugar da essência de baunilha, pois eu não tinha essência, e usei leite de soja.

Experimentem! O pessoal de casa não é vegetariano nem vegano e eles adoraram, não precisa nem falar que é vegano pois assim eles não ficam com preconceito, vão experimentar e vão adorar! 🙂

 

 

 

O bolo da transformação

Hoje vou falar sobre comida. Sendo vegana, uma das perguntas mais frequentes que ouço é: “Nossa, mas o que você come?” Como muita coisa, e vocês verão aqui como a culinária vegana pode ser fácil e deliciosa!

No post de hoje um bolo de banana incrível, ou, como gosto de chamá-lo, o bolo da transformação, pois todo mundo que come acha uma delícia e percebe que bolo não precisa de ovo ou leite pra ser bom! 🙂

Achei essa receita por acaso no grupo vegano que participo no facebook, Ogros Veganos, e a receita foi tirada do blog Projeto Vegan.

Ingredientes:

-2 xícaras de farinha de trigo

-1 1/2 xícaras de açucar

-1 colher de sopa de fermento

-1/2 xícara de óleo

-3/4 de xícara de leite vegetal (eu uso de soja)

-4 bananas picadas em pedaços pequenos (quanto mais maduras estiverem as bananas, melhor!)

-1 colher de sopa de canela em pó

Junte todos os ingredientes, mexa bem e no final adicione as bananas. Coloque em uma forma com furo no meio e asse em forno pré-aquecido por aproximadamente 30 minutos.

Já usei farinha integral, açucar demerara…ou seja, não tem restrição, use o que você tiver em casa que vai dar certo!

Desenforme e aproveite!

bolo_vegan01 bolo_vegan02 bolo_vegan03 bolo_vegan04